UM PEQUENO GESTO DE AMOR

Pequenas atitudes podem desencadear grandes milagres. Olhe para a história da escrava judia que Naamã seqüestrou e você verá que Deus usa as coisas que não são para envergonhar as que são (1Co 1.27-29). A atitude desta menina é mais uma prova de que ninguém é tão jovem que Deus não use, nem tão velho que Deus despreze. Ela poderia ter se calado, revoltada com Deus e com aquilo que a vida lhe reservara, mas o dom da compaixão estava em seu coração. Ela não olhou para a sua própria dor, mas compadecida do seu patrão, ela disse à sua senhora: “Antes o meu senhor estivesse diante do profeta que está em Samaria; ele o restauraria da sua lepra” (2Re 5.3). Por certo, aquele alto comandante da Síria não imaginara que aquela menina, que poderia ser apenas um troféu de guerra, seria o canal de Deus para que Ele recebesse um milagre divino. Naamã era um campeão fora de casa, mas sem a sua armadura, seus familiares sabiam que ele era leproso. Aparentemente, não havia solução para o seu problema. Mas aquela menina sem nome representava dentro de sua casa a voz de milhares de anônimos que estão espalhados pela terra e que Deus usará como conexões divinas para a realização de Seus milagres. Talvez, você pense não ter motivos para falar de alegria se a sua própria vida está marcada pela tristeza. Mas lembre-se de Jó e da sua experiência com Deus. A Bíblia diz que “o Senhor virou o cativeiro de Jó, quando orava pelos seus amigos; e o Senhor acrescentou, em dobro, a tudo quanto Jó antes possuía” (Jó 42.10). Diante da grande necessidade do mundo, pode parecer muito pouco o que você tem para oferecer, mas desafio você a lançar a sua semente, crendo que Deus pode transformar um pequeno gesto de amor em algo glorioso.


DEVOCIONAIS EM VÍDEOS